A Importância do Desenho na Infância

Qual a Importância do Desenho na Infância?

O desenho é conhecido como uma forma de expressão em todos os momentos de nossas vidas, podemos citar como exemplo as crianças que possuem diversas formas de se expressar e na infância de 02 a 07 anos a sua principal maneira de expressão é através de desenhos.

Riscar é uma necessidade para as crianças assim com comer, dormir, brincar e essa forma de expressão não deve ser podada, para que não tenha problemas e dificuldade de expressão oral, escrita e etc. Quando bem orientado os desenhos devem ser estimulados.

É preciso esclarecer e ajudar os educadores quanto à importância em se conhecer profundamente estas etapas iniciais, respeitando-as e estimulando-as, torna-se necessário para que o desenvolvimento seja satisfatório.

Esse é um nicho de mercado na área de desenho, desenvolver e ajudar os educadores a investir nos desenhos como forma de expressar na vida das crianças que muitas vezes não sabem dizer como sentem-se e com desenhos essa verdade pode ser expressada e dita, estudar o curso de desenho método fan art pode ajudar muito no desenvolvimento dos jovens que precisam de aprendizado.

As artes representam uma forma de pensar e uma forma de saber, e tem um compromisso maior com a simbolização do que com o real.

Concluindo que a primeira comunicação da criança com o mundo é feita pelos seus riscos onde expressa suas emoções. É quando ensaia a sua escrita, exercita a sua motricidade.

Toda criança desenha. Pode ser com lápis e papel ou com caco de tijolo na parede. Agir com um riscador sobre um suporte de desenho é algo que ela aprende por imitação, ao ver os adultos escrevendo ou os irmãos desenhando, por exemplo.

Com a exploração de movimentos em papéis variados, ela adquire coordenação para desenhar.

Se você entregar um giz e uma lousa para uma criança ele irá fazer diversos desenhos ou até mesmo uma folha e um lápis. A primeira relação com o desenho se dá, de fato, pelo movimento: o prazer de produzir um traço sobre o papel faz agir.

É possível verificar que as crianças experimentam, por exemplo, desenhar nas paredes ou no chão e se interessam pelo efeito de diferentes materiais.

Acompanhe esse desenho abaixo idealizado para as crianças

Uma das principais funções do desenho no desenvolvimento infantil é a possibilidade que oferece de representação da realidade. Trazer os objetos vistos no mundo para o papel é uma forma de lidar com os elementos do dia a dia.

O desenho é uma forma de linguagem que tem seus próprios códigos e através deles e possível se aproximar do que ele expressa e atentar-se ao que cada desenho quer dizer.

A História Do Desenho

A História Do Desenho

Como se iniciou a história do desenho, para que possamos criar, inovar, segmentar e desenvolver no desenho precisamos entender de onde e como inicia toda esta criação.

Tudo se inicia na pré-história ou quase ao mesmo tempo em que a do homem. Nas cavernas ficaram gravados, por meio de desenhos, os hábitos e experiências dos primitivos “homens das cavernas” que usavam as pinturas rupestres como forma de se expressar e comunicar antes mesmo que se consolidasse uma linguagem verbal.

Ao longo dos séculos o desenho passou a ser utilizado cada vez de formas mais diferentes. Sendo até mesmo, um precursor da linguagem escrita, da fotografia e assim, do cinema, e até mesmo das representações cartográficas.

Ora ilustrando templos sagrados e tumbas, como dos egípcios onde se vê relatada, praticamente, todas as histórias da vida cotidiana e mesmo da vida após a morte, ora representando os deuses mitológicos gregos, ou ainda, conduzindo navegantes por mares desconhecidos como durante os séculos XV e XVI e nos séculos posteriores, a arte de desenhar acompanhou o homem durante todo seu desenvolvimento fazendo parte de sua história e, ainda hoje, é capaz de surpreender e encantar a qualquer um que se permita uma breve contemplação.

Na pré-história o desenho surgiu como forma de as pessoas se comunicarem facilitando o desenvolvimento de uma linguagem falada e escrita. Não que o homem tenha aprendido a desenhar antes de falar, porque isso é praticamente impossível de determinar uma vez que a linguagem falada não deixa marcas em paredes como as pinturas rupestres. Mas é inegável que a expressão por meio de pinturas facilitou a comunicação para aqueles povos.

Após a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) as caricaturas e charges se popularizam e sua utilização passa a ser cada vez mais frequente. Com a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) não só as caricaturas em periódicos de grande circulação, mas também as animações passam a ser utilizadas por ambos os lados numa verdadeira “guerra visual”, seja para fazer propaganda ou para fazer críticas a um e outro sistema.

Da década de 90 para cá as evoluções foram enormes. Centenas de periódicos no mundo todo tratam exclusivamente do assunto “desenho” em suas mais diversas modalidades: cartuns, charges, desenhos técnicos, desenho artístico, caricatura, animes, mangás, grafite e outros.

Técnicas cada vez mais apuradas de desenho, arte final, diagramação, impressão e distribuição possibilitaram além da melhoria da técnica, a criação de estilos tão variados quanto é a variedade de público. E que essa história nunca termine.

O desenho tem muitos horizontes a ser trilhado e não irá terminar, com todas essas possibilidades de desenho desenvolva sua melhor técnica e inove neste mercado.

Confira Os Desenhos Animados Que Marcaram Época

Desenhos Animados Que Marcaram Época

Há desenhos que marcaram e que marcam épocas e vamos citar alguns abaixo.

 Iniciou em 1950 – até hoje

Quem não conhece o Pica-Pau, não é? Um dos desenhos mais famosos até hoje da TV brasileira. A série começou a ser exibida no Brasil em meados de 1950, na extinta TV Tupi. Depois, a TV Record passou a exibir os episódios diariamente. Um sucesso que continua até hoje na grade de programação da emissora, basta ligar a televisão aos domingos de manhã que você vai se deparar com as aventuras do Pica-Pau e sua turma.

Iniciou em 1993 – acabou em 1998

Os três irmãos que não perdiam a chance de se meter em confusão. Yakko, Wakko e Dot Warner moravam numa torre d’água na sede dos estúdios da Warner Bros., na Califórnia, Estados Unidos. Os episódios eram curtos, com média de 3 minutos, e todos ambientados nos estúdios de gravação, onde os três irmãos sempre arrumavam confusão.

Iniciou em 1991 – acabou em 2000

“Bobby? Bobby? Bobby? Esse é o meu nome!”, respondia o garotinho da série O Fantástico Mundo de Bobby. O desenho narrava a história das aventuras do pequeno Bobby e sua família. A série contava também com um personagem humano, que aparecia no início e no fim de cada episódio conversando com o Bobby.

Iniciou 1991 e de 1998 e acabou em 2005

E quem não lembra dos bebês falantes que se metiam em confusão todos os dias? Aqueles anjinhos… O desenho mostrava como a vida é vista pelos olhos dos bebês Tommy Pickles e Chuckie Finster, melhores amigos. O sucesso da série foi tão grande que acabou se transformando em dois filmes, em 1998 e 2000, respectivamente.

Em meados dos Anos 90

Quando era apenas um bebê, a princesa Sara foi salva das garras de uma bruxa maligna, conhecida como Lady Diabolyn, por um místico cavalo falante chamado Cavalo de Fogo, que a conduziu do planeta Dar-Shan para um local seguro, em um rancho em Montana, no oeste norte-americano. Então, ela foi cuidada por um homem conhecido como John Cavanaugh.

Iniciou nos anos 90 até 2000.

Uma das duplas mais famosas e protagonistas das confusões mais engraçadas. Coiote e Papa-Léguas foram criados em meados dos anos 50, nos estúdios Warner. Coiote, na tentativa de capturar o Papa-Léguas, sempre se dava mal com suas próprias armadilhas. Na maioria das vezes ambientadas no deserto americano, as perseguições sempre terminavam com o famoso “beep-beep”.

Sempre vale a pena recordar, conhecendo um pouco de cada desenho animado é possível criar estilos retro para diversificar este segmento.

O segmento de desenho tem inovado quando se diz de criatividades em criação dos desenhos atuais, mais hoje e possível pegar esses desenhos citados nas décadas passadas e como um nicho de mercado traze-los para a realidade atual. Muitas crianças, adolescente e até os adultos ficaram surpresos com o desenvolvimento deste desenhos.

Quer Aprender a Desenhar? Clique Aqui.

A Produção de Desenhos

Produção de Desenhos

Alguns nichos de mercado na área de desenhos que podemos citar é a produção de desenhos animados e de cartoons com o auxílio de computadores.

Com isso a criatividade com ajuda dos computadores tem permitido o desenvolvimento de trabalhos de diversos tipos de trabalhos e obras facilitando muito a vida dos criados.

Há grandes estúdios de produção de desenhos que estão utilizando intensivamente os meios oferecidos pela informática, pois eles permitem que as produções tenham menores custos e menos tempo. Há também uma nova geração de criativos que tem usado o computador para produzir filmes animados a baixo custo e passíveis de chegarem a uma audiência superior, muitas vezes usando os meios de divulgação disponibilizados pela Internet.

Essas tecnologias oferecem qualidades elevados e grande admiração para as produções voltadas deste segmento do desenho. A animação a 2D em computadores esteve sempre ligada a estações de trabalho e a aplicações dispendiosas. Muitas das aplicações acessíveis na plataforma dos PCs eram muito limitadas e não permitiam a produção de trabalhos com elevada qualidade. E com a tecnologia Flash, que permitiu a toda uma geração o desenvolvimento de animações a 2D com qualidade.

Todas as ferramentas que estão sendo desenvolvidas, elas possuem um fim muito especifico: ajudar as criações, produzir animações, conteúdos via internet, produtos multimídia (em CD-ROM ou pen-drive), otimizar tempo e diminuir custos. Os programas apresentavam grandes limitações ao nível do desenho e da coloração de imagens, sendo mais orientadas para a criação de animações a partir de imagens vetoriais são criadas, por exemplo, no CorelDraw.

Existem diversos Studios e podemos citar como exemplo o Toon Boom Studio que contém uma ferramenta bastante completa para desenho vetorial, pode ser usada com sucesso na criação de simples ilustrações. Em outras situações e graças às suas ferramentas, este programa assume-se ainda como um excelente criador de títulos e legendas para programas de vídeo. Qualquer tipo de animação poderá ser criado pelo Toon Boom Studio e aplicada a uma imagem em movimento.

Os utilizadores de PC não terão uma integração tão direta com ferramentas de edição de vídeo, mas poderão usar outras, como o Adobe Premiere, para integrar as animações com imagem real e com diálogos e música de fundo.

Com todas estas dicas é possível produzir desenhos e criar grandes filmes. O resultado final será um filme em desenho animado, pronto para ser distribuído em diversos formatos, desde um filme de baixa resolução para a Internet.

Os Desenhos E Suas Técnicas

Desenhos e suas técnicas

Quando falamos de desenhos animados, de desenhistas e de quadros feitos por grandes nomes da pintura, notamos que o desenho vive um momento tecnológico e inovador.

Hoje identificamos novos momentos no desenho, você pode assistir, fazer e criar desenhos em 3D e 2D.

A tecnologia se avança e apresenta novas maneiras de criar, desenhar e inovar os simples traços de um papel, os desenhos saem dos papeis para as telas de computadores e muitas vezes mesmo que seja no papel parece que eles saltam de lá.

A parte mais complicada na hora de aprender a desenhar é sempre o começo. E isso é ainda pior se você estiver começando a aprender.

Para desenhar bem é necessário treino! Você pode tanto aprender sozinho, com ajuda de tutoriais na internet ou fazer cursos na área, recomendamos o curso metodo fanart. Existem vários tipos de técnica de desenho, há desenhos em 3D, por exemplo, chamam muita atenção pois são realistas e dão realmente uma impressão de saírem do papel.

É possível fazer uma arte apenas com lápis e criar efeitos incríveis, além de trabalhar a textura nos desenhos, ele reúne jogo de luzes e interage suas pinturas com outros objetos.

Há diversos programas que podem ajudar na criação de desenhos em 3D, para se aperfeiçoar e preciso estudar e se aprofundar para que os desenhos.

Para fazer qualquer desenho e preciso saber, criar e ter um estilo assim você saberá um caminho e terá uma direção para seguir.

Há algumas técnicas para desenhar:

Copiar desenhos – A famosa técnica de grade é usada mais para quem deseja copiar algo. Com base nisso é usado mais em desenhos realistas para copiar fotos. Você conseguirá deixar fotos como se fosse desenhos.

Sombreado – Técnica que pode ser feita com traços cruzados e esfumaçar. Uma ótima dica para o sombreado fraco é deixá-lo cada vez mais escuro, dando um contraste para a imagem. Mas além de escurar as sombras é possivel deixar as luzes mais claras.

Formas – Formas geométricas é essencial para todos os tipos de desenhos, podemos usá-la em todos os estilos.

Luzes reforçadas – Usada para finalizar com um resultado melhor, pode ser usada para fazer cabelos e também detalhes com luzes.

Confira maiores Informações relacionadas às técnicas de desenho acessando este website: https://metodo-fanart.com/curso-mayara-rodrigues-funciona-2018/

As técnicas para desenhar bem são essenciais e é preciso de treino e conhecimento

Inove, tire de sua imaginação ideias, colocando elas no papel e transformando em um desenho único e extraordinário, com técnicas eles ficarão cada vez mais fáceis.

Fotos em preto e branco irão ajudá-lo a identificar melhor as características de luz e sombra. Comece com desenhos simples. Não se sobrecarregue com um item muito detalhado antes de dominar técnicas básicas de perspectiva e sombreamento.

Preparamos este vídeo para que você possa aprender a desenhar:

Boa Sorte! Mãos a obra!